O Chile é um dos países que tem sido alvo de nossos projetos missionários. Estamos no país a mais de 25 anos e contamos com várias igrejas de norte a sul do país. Pastor Cesino e sua equipe presenciaram o terremoto, pois em viagem missionária, esperavam na capital, Santiago, um vôo para a Ilha de Páscoa, onde iriam realizar a inauguração de nossa igreja.

A Ilha de Robson Crusoé é um dos locais onde os Gideões estão através de missionários. No momento em que parte da ilha foi devastada por um tsunami com ondas de até 3 metros, nosso missionário estava no continente em uma convenção. O trabalho que por quatro anos foi dirigido pelo missionário Urias, hoje na ilha de Páscoa, está sob a responsabilidade do missionário Marcos Antonio Astete Quincha.

Segundo informações do pastor Cesino, prédios e pontes foram abaixo, a cidade está em situação calamitosa, pessoas saqueiam supermercados, falta água, luz e combustíveis. A situação das áreas atingidas não é nada boa. O terremoto é o quinto maior de todos que já aconteceram no mundo. Nossa equipe que está em Lima não puderam ir aos cultos, pois o governo decretou toque de recolher nas regiões atingidas.

Conforme informações da agência rádio web, mais de 711 pessoas morreram e muitos estão desaparecidos e desabrigados. Somente na Ilha de Robson Crusoé, 4 (quatro) pessoas morreram e onze estão desaparecidas. A ilha tem cerca de 600 habitantes, e fica a 700 quilometros da costa.

O site G1 informou que a presidente do país, Michele Bachelet, enviou helicópteros, navios e equipes de apoio a Ilha de Robson Crusoé. Oremos para que a situação no país se normalize, e lembramos a você, querido leitor! Os Gideões estão fazendo sua parte na evangelização de povos de diferentes culturas.