História

Os Gideões Missionários da Última Hora nasceram no final da década de 70, com uma nova visão que Deus deu ao pastor Cesino Bernardino, que recém chegava e assumia a igreja em Camboriú, SC, e a encontrara dividida, vivendo uma crise espiritual, porém, dentro dela um departamento missionário por meio do qual Deus começaria a realizar uma grande obra no Brasil e no exterior.

Não teve outra alternativa senão começar uma grande campanha de oração para que Deus lhe mostrasse uma saída. Era exatamente isso que estava faltando para que houvesse nela uma manifestação divina.

Várias casas, tanto no centro da cidade como no interior, se transformaram em casas de orações, assim como existem até nos dias atuais. E, em uma dessas casas, no bairro hoje denominado Dom Amaro, onde morava o presbítero Agenor Borba, que hoje dorme no Senhor, Deus, pela primeira vez, fala sobre o grande avivamento que derramaria sobre os crentes. A primeira manifestação divina foi falar, através de profecia, que Deus escolhia a pequena cidade de Camboriú como cabeça e não calda.

Ninguém entendeu o que aquilo queria dizer, mas Deus continuava se manifestando de forma visível, batizando dezenas de crentes no Espírito Santo. À medida que as orações ficavam mais fervorosas, Deus se revelava mais ainda, falando ao pastor Cesino que Camboriú seria uma cidade conhecida mundialmente, pois uma grande obra seria realizada na cidade. Logo os comentários do reavivamento começavam a correr pelas cidades vizinhas, depois em outros estados brasileiros. Pastor Cesino, convicto de que era Deus trabalhando, reúne uma equipe de diáconos e presbíteros para que visitassem as congregações e ministrassem sobre o batismo no Espírito Santo. Em cada congregação visitada o número de batizados crescia milagrosamente, a ponto de esta equipe começar a ser convidada a viajar o Brasil espalhando esse fogo ardente aos corações.

Estava nascendo um verdadeiro reavivamento que inflamaria todo o país. Conforme os dias se passavam, Deus começava a falar de uma forma mais explícita que a obra que realizaria seria uma obra de reavivamento espiritual e salvação de almas, ou seja, Deus estava começando a fazer de Camboriú um celeiro de profetas, de homens e mulheres que pregariam em todo o mundo o Evangelho. Os membros dessa equipe de avivamento começaram a ter visões espirituais e, uma que marcamos, quase todos que vivemos aqui e conhecemos toda a história, foi a do irmão Euclides Bernardi, hoje um de nossos pastores, que então viu uma grande mão jogando sementes de trigo por todo o mundo, vindo essas sementes aflorescer.

Cada dia que passava Deus falava que Camboriú seria levantada como cabeça, mas os projetos divinos eram tão grandes que eram difíceis de entender. Como uma cidade tão pequena e pacata seria conhecida em todo o mundo?

No início da década de 80 pastor Cesino sente de realizar um congresso, um pequeno evento para os membros da igreja de Camboriú, e falar sobre tudo o que estava acontecendo nas orações e que tudo aquilo deveria ser transformado em uma visão missionária, que ele estava começando a entender que Deus queria que ele unisse a igreja para encontrar uma pessoa para ser um missionário.

Acontece então no início da década de 80 o 1º Encontro de Missões, na igreja sede. Nesse mesmo encontro uma jovem estudante, cheia do Espírito Santo, rende-se ao Senhor e entrega-se para ser a primeira missionária! Pastor Cesino a envia, então, para a República Argentina, e depois dela outros e outros. As orações eram mais constantes nas casas e o número de crentes que as frequentavam crescia a cada dia. Em uma dessas orações mais uma vez Deus fala ao pastor Cesino: “Meu filho, amplie as fronteiras, mas não te esqueças do Amazonas”.

Antes mesmo de se descortinar a evangelização missionária no Amazonas, Deus dá uma visão ao hoje pastor Amauri Geraldo, de uma viagem a bordo de um pequeno barco nos grandes rios amazonenses. Ele conta aquilo em uma das reuniões de oração e pastor Cesino decide então fazer sua primeira viagem ao Amazonas.

A cada mês de abril acontece em Camboriú o maior evento missionário do mundo, que tem como única visão conscientizar e unir o Brasil para evangelizar o mundo.